Política

“SR. EX-PRESIDENTE” CONVERSA SOBRE CORRUPÇÃO, MAS NADA SABE?

Lula nega posse de tríplex e atribui decisões a Marisa. Petista teve reunião com Duque sobre conta no exterior. Petista nega até ter mantido influência no PT. Inflação é a menor para abril desde 94. STF iguala herança para gay e hétero

<b>Reprodução</b> Lula depõe ao juiz Sérgio Moro
Reprodução Lula depõe ao juiz Sérgio Moro
Por Folha de S. Paulo - O Estado de S. Paulo - O Globo
Publicado em 11/05/2017

Lula nega posse de tríplex e atribui decisões a Marisa. Ex-presidente foi interrogado por Moro durante quase 5 horas em processo sobre propina da OAS.

Em quase cinco horas de depoimento em processo no qual é acusado de receber propina da OAS, o ex-presidente Lula negou ter obtido vantagens indevidas. Foi o primeiro interrogatório dele pelo juiz Sergio Moro. O petista afirmou que nunca teve intenção de adquirir um apartamento tríplex no Guarujá. Segundo a Procuradoria, o imóvel integra benefícios de R$ 3,7 milhões recebidos em troca de vantagens à empreiteira em contratos. Lula atribuiu decisões sobre o tríplex a sua mulher, Marisa, morta em fevereiro. “Fui lá ver, coloquei 500 defeitos, voltei e nunca mais conversei com o Léo [Pinheiro, ex-presidente da OAS] sobre o apartamento.” Moro o questionou, então, sobre visita de Marisa ao tríplex em 2014. “Não sei se o senhor tem mulher, mas nem sempre ela pergunta para a gente o que vai fazer”, disse. A Folha de S. Paulo escreve que o ex-presidente fez críticas à imprensa, que, diz, o criminaliza e demoniza.

Petista teve reunião com Duque sobre conta no exterior

O ex-presidente Lula confirmou encontro com ex-di-retor da Petrobras após a Lava Jato para saber se ele tinha conta no exterior. “A pergunta que eu fiz para o [Renato] Duque foi simples: tem denúncias de que você tem dinheiro no exterior, pegando da Petrobras. Você tem conta no exterior? Ele disse: ‘Não tenho’. Acabou”, afirmou, segundo a Folha de S. Paulo. Quero ser julgado pelo povo, discursa Lula após audiência.

Lula atribui a Marisa decisões sobre tríplex e confirma reunião com Duque
‘Não solicitei, não recebi e não paguei (o imóvel)’. Ex-presidente diz que não soube de propinas. Petista afirma ser vítima de perseguição. Réu em cinco processos, o ex-presidente Lula depôs ontem pela primeira vez ao juiz Sergio Moro, da Lava-Jato, e negou as acusações de que teria recebido propina da OAS na forma de reserva do tríplex no Guarujá. O petista atribuiu à mulher, dona Marisa, morta em fevereiro, o interesse e as decisões sobre o imóvel. No depoimento de mais de cinco horas no processo do tríplex, Lula também negou ter tido conhecimento de corrupção na Petrobras, mas admitiu ter se encontrado com o ex-diretor da estatal Renato Duque e perguntado se ele tinha contas no exterior, escreve O Globo. O ex-presidente afirmou ter feito a pergunta porque ouvira “boatos de que estavam roubando dinheiro” na estatal, e o executivo — que já disse ao juiz que Lula comandava o esquema — era indicado pelo PT.

Petista nega até ter mantido influência no PT
Fundador e principal líder do PT, Lula negou ter mantido influência no partido nos oito anos de mandato e mesmo após deixar o cargo. Apesar de ter imposto várias decisões ao PT no período, segundo O Globo, disse que jamais o ex-tesoureiro do partido Vaccari prestou contas a ele. Merval Pereira escreve que explicações do ex-presidente não batem com os fatos. Para Ricardo Noblat, o Lula eloquente deu lugar a um Lula reticente, enquanto José Casado recorda que, como no mensalão, ex-presidente nada soube, viu ou assinou.

Interesse por triplex era de Marisa, diz Lula a Moro
Em quase cinco horas de depoimento, Lula nega propriedade de imóvel no Guarujá, que seria propina de empreiteira, e se diz vítima de perseguição: ‘Não solicitei, não paguei e não tenho triplex’. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu, em quase cinco horas de depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, que esteve uma vez no triplex do Guarujá, em 2014, mas atribuiu à mulher, Marisa Letícia, morta em fevereiro, o interesse pelo imóvel. Lula disse que a mulher não fechou negócio porque “ela nunca gostou de praia” e ele identificou “quinhentos defeitos” no prédio, mas confirmou que tratou do apartamento, por duas vezes, com o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro. Réu em cinco ações penais, duas delas da Lava Jato, o petista responde por supostas vantagens indevidas recebidas para favorecer a construtora em contratos da Petrobrás. O ex-presidente afirmou ainda que é vítima de “caçada política” e que será candidato em 2018. “Estava encerrando minha carreira política. Agora, digo em alto e bom som que quero ser candidato à Presidência da República outra vez.” À noite, ao discursar para militantes, segundo O Estado de S. Paulo, o petista chorou e alegou inocência.

Mulher vira investidora

Marisa Letícia visitou o triplex mais de uma vez, escreve Vera Magalhães (O Estado de S. Paulo), mas não falava com o marido sobre isso.

Ex-presidente admite encontro com Duque
Lula admitiu encontro com o ex-diretor da Petrobrás Renato Duque. O petista, segundo O Estado de S. Paulo, queria saber sobre “boatos” de contas de Duque no exterior.

Jato de empresário
Acusado pela Lava-Jato de receber vantagens indevidas de empreiteiros, Lula viajou a Curitiba no jatinho do ex-ministro Walfrido dos Mares Guia, empresário que esteve envolvido no mensalão tucano, escreve O Globo. E posou com políticos do PT, 11 deles alvos da Lava-Jato.
Petrobras vai vender a refinaria de Pasadena, envolvida no escândalo
A refinaria de Pasadena, nos EUA, foi posta à venda pela Petrobras, que desembolsou US$ 1,2 bilhão pela unidade, hoje avaliada em no máximo US$ 300 milhões. Pasadena foi um dos epicentros do petróleo, escreve O Globo. Ao depor ontem, o ex-presidente Lula alegou desconhecer irregularidades na Petrobras e disse que as indicações políticas eram necessárias.

Isso é que é impunidade

O caso de Paulo Maluf é digno das antologias de direito, na opinião de O Estado de S. Paulo, como paradigma da Justiça que tarda e falha.

Inflação é a menor para abril desde 94
Com as despesas de luz e de combustíveis mais baixas, a inflação de abril registrou uma alta de 0,14%, o menor resultado para o mês desde 1994. Com isso, segundo O Estado de S. Paulo, a inflação em 12 meses é de 4,08%.
STF iguala herança para gay e hétero
Supremo Tribunal Federal, segundo O Estado de S. Paulo, decidiu que uniões estáveis homossexuais e heterossexuais têm direito ao mesmo regime de herança dos casamentos, em que o parceiro vivo recebe 50% dos bens.

“Governo ainda pode reverter sua impopularidade”
O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, diz na Folha de S. Paulo que o governo sabe que “a população não está contente”, mas espera reverter o quadro com o fim da recessão. Para ele, a maior conquista da gestão até agora ê a aliança com o Legislativo.

Marginais provocam desgaste na relação entre Alckmin e Doria
O relacionamento entre os tucanos Geraldo Alckmin e João Doria sofreu desgaste após a divulgação, pela Polícia Militar, de alta no número de acidentes com vítimas nas Marginais do Pinheiros e do Tietê e depois do anúncio de estudo de concessão das vias, que pegou Doria de surpresa, informa Adriana Ferraz (O Estado de S. Paulo). Eles negam desentendimentos.