Geral

Moacyr Franco é demitido pelo SBT. "Nada a reclamar"

Moacyr Franco sobre demissão do SBT: ‘Salário era insignificante’: R$ 40 mil. Em vídeo, artista afirma que não tem nada a reclamar da emissora de Sílvio Santos.

<b>Reprodução</b> Moacyr Franco
Reprodução Moacyr Franco
Por Veja - UOL
Publicado em 23/11/2017

Ator afirmou que 'estranhou' a decisão da emissora, que está cortando custos, e revelou quanto ganhava: 40.000 reais.
O ator e humorista Moacyr Franco confirmou nesta quarta-feira que foi demitido do SBT. Em um vídeo divulgado em seu canal no YouTube, o ator comentou que a dispensa se deu por corte de custos da emissora de Silvio Santos. “Estranhei um pouquinho, porque meu salário era tão insignificante. Mas se é para colaborar, vamos nós”, disse.

O ator contou que teve seu salário reduzido há cinco ou seis anos. “Fiquei só com 30%, concordei, porque a gente tem que jogar junto”, afirmou. “Brinquei na hora em que me disseram que eu estava fora que eles me contrataram como chefe de cozinha e estavam me usando como lenha. Eu estava muito longe de tudo o que eu podia fazer na casa. Quanto ao salário, não tenho nem como aceitar a brincadeira de que meu salário comprometia o salário dos colegas. Eu ganhava 40.000 reais. É um salário de quem quer trabalhar de qualquer forma.”
O apresentador brincou: “Torço muito para que meus 40.000 reais salvem a economia da emissora. Mas não tenho nada contra, volto quando eles quiserem. Já mandei vários projetos, continuo mandando. Tenho um seriado chamado Cracolândia e Crapulândia, tratando de política, outro que chama República Federativa do Bandido. Eu tenho esperança de que a gente faça algum dia alguma coisa juntos. Eu vou continuar trabalhando”. Franco disse que o SBT permitiu que ele continue como jurado no Programa Raul Gil. “Talvez pinte até um cachezinho.”

No vídeo, Franco também relembrou sua trajetória no SBT, que começou vinte anos atrás, com o programa Concurso de Paródias, e continuou com atrações como Ô… Coitado!, com Gorete Milagres, e A Praça É Nossa, onde ele estava até sua demissão. “O que era para ser uma coisa de alguns meses estava no ar há mais de dez anos”, disse sobre sua participação no humorístico comandado por Carlos Alberto de Nóbrega, escreve a Veja.

VEJA VÍDEO

https://youtu.be/E_Uz-DBTW88

Demitido do SBT, Moacyr Franco quebra tabu ao falar de salários da TV
Mauricio Stycer - UOL
23/11/2017 

Moacyr Franco tem 81 anos. Está na TV há 58. Foi com impressionante franqueza e sobriedade que gravou um vídeo na tarde de quarta-feira (22) para revelar detalhes de sua demissão do SBT, depois de 20 anos na emissora. “Me considero um veterano com fôlego suficiente para continuar ainda trabalhando muito tempo”, diz.

Em dois trechos diferentes, ele quebra um tabu e fala abertamente sobre o seu salário na televisão.

Primeiro, ele confirma que foi demitido “em nome da economia” que o SBT está fazendo. E observa: “Estranhei um pouquinho porque meu salário era tão insignificante”. Em seguida conta: “Eu tive o salário reduzido há uns cinco, seis anos. Fiquei só com 30%. Concordei porque a gente tem que jogar junto a jogo. Embora haja boatos de apresentadores ganhando milhões e milhões… Isso é um problema deles e eu tenho que cuidar da minha vida e tentar melhorar o meu salário.”

No segundo trecho, ele comenta: “E quanto ao salário, não tem nem como aceitar a brincadeira de que meu salário comprometia o salário dos colegas. Eu ganhava R$ 40 mil no SBT. Realmente é um salário de quem quer trabalhar de qualquer forma. Porque eu sou um autor e interpretava um tipo que colou, que estava na Praça desde aquela época.

É preciso entender a declaração de Moacyr Franco no seu contexto – o universo da televisão. Em outubro, quando entrevistei Ratinho, ele fez um comentário que ajuda a entender esta observação: “Antes, eu achava que ganhava muito. Eu não tinha ideia do que era televisão. A publicidade na TV é cara. Ela faz com que a gente ganhe bem. Hoje, acho justo”, disse o apresentador.

Em outra passagem, com sinceridade, Moacyr Franco observa que estava sendo mal aproveitado pela emissora: “Brinquei na hora que me disseram que estava fora que eles me contrataram como chef e estavam me usando como lenha. Eu tava muito longe de tudo que eu podia fazer na casa.”